ESTOU INFELIZ NO TRABALHO. E AGORA?

Está infeliz no trabalho? Isso é mais comum do que possa imaginar. Geralmente, nós precisamos tomar uma decisão séria lá pelos 17, 18 anos que é qual profissão ter até o fim dos nossos dias. Nesta fase da vida, cometemos muitos erros e escolher a profissão errada pode ter sido um deles. Se você cometeu este erro, fique tranquilo!
Hoje vamos falar sobre como reverter esta situação em oito passos.

Passo #1 – Está infeliz em sua profissão ou em seu emprego atual?

A primeira coisa que você precisa é identificar se realmente está infeliz no seu emprego atual ou é a profissão que você tem que não te realiza. Descobrir isso é algo, relativamente, simples. E a solução é procurar outras formas de desenvolver este mesmo trabalho. Seja mudando de empresa ou trabalhando como freelancer em sua profissão. Se identificar que trabalhar como freelancer (onde você tem autonomia de fazer o seu horário e nenhum chefe te cobrando) não te traz prazer, significa que provavelmente, o que você não gosta é de fazer o que faz. Então o problema não é a empresa em que trabalha.

(Cadastre-se na minha lista VIP para receber conteúdos exclusivos, clicando aqui.)

Passo #2 – Há alguma forma de reaproveitar sua profissão?

Se identificou que o quê te faz infeliz é a profissão que você desenvolve e tem certeza disso. Então precisamos analisar alguns pontos e tomar algumas atitudes. Há alguma coisa, em sua profissão atual, que você goste? De repente, você é professor que não gosta de estar de sala de aula. Mas há outras opções, como trabalhar como gestor de uma instituição educacional, por exemplo.

Lista Vip

Cadastre-se na minha Lista VIP e receba conteúdos exclusivos. Clique Aqui!

É importante que você consiga identificar isso, pois estamos falando de “jogar fora” anos de estudo e dedicação a uma profissão. E pode ser que haja alguma forma de reaproveitar todo esse conhecimento profissional que você tem dentro de si. Mas se você realmente está certo de que não quer continuar nesta área, e seu desejo é seguir por outro caminho que não tenha nada a ver com o caminho atual. Sem problemas! Mudar é totalmente possível.

Passo #3 – É hora de mudar

É hora de mudar. E esta mudança é algo que você precisa conceber em sua mente. Não pense que sua idade é um empecilho, não coloque mais obstáculos do que será preciso. É necessário acreditar nesta mudança para que ela se torne real, caso contrário, continuará sendo apenas um sonho. Há vários exemplos de pessoas que se reinventaram “muito tarde”. Se foi possível para elas, acredite, é possível para você também.
Vamos começar a trabalhar em sua transição de carreira, vamos arregaçar as mangas e fazer com que isso deixe de ser apenas um sonho para se tornar um plano.

Passo #4 – Escolha a próxima profissão

Pode ser que a esta altura você já saiba que caminho quer seguir, qual profissão desejar ter. E, se for o caso, parabéns. Você já deu um passo muito importante.
Mas pode ser também que você ainda não saiba. Talvez a única certeza que tenha é que não quer continuar fazendo o que faz hoje. E, está tudo bem. Não se martirize tanto por isso. Há maneiras de encontrar esta resposta.

Passo #5 – Teste novas profissões

Minha dica para você que está nesta indecisão é testar. Procure novas profissões além daquelas tradicionais que conhece. Com o avanço da tecnologia, há tantas novas opções surgindo que pode se encantar por algumas delas.
Não recomendo que peça demissão do seu trabalho atual por ora. Continue testando novas profissões em seu tempo vago. Procure vídeos na internet, faça cursos online, informe-se, trabalhe naquelas que mais te interessam e veja o que faz seus olhos brilharem. De repente, você pode se descobrir como um doceiro, um design, um professor particular ou de cursinhos e todas essas profissões você consegue testar em seu tempo vago. Vai ter dupla jornada durante um tempo, mas valerá a pena, quanto descobrir o que te faz feliz.

Passo #6 – Prepare-se financeiramente

É importante que você faça uma reserva de emergência de pelo menos seis meses. Pois, estar despreparado pode te fazer desistir da mudança e voltar correndo para a próxima vaga de emprego disponível, na profissão antiga, somente por conta dos boletos que precisa pagar.
Enquanto sua transição de carreira não se concretiza, comece a poupar dinheiro para que consiga se manter por até seis meses após pedir demissão e até sua nova carreira lhe trazer retorno financeiro.

Passo #7 – Estude e desenvolva novas competências

Esta é a fase de plantar. Você está se preparando para ir para a profissão que te fará sentir realizado. Portanto, estude bastante e desenvolva competências. Não necessariamente você precisará fazer uma nova faculdade. Aliás, há muitas profissões que não exigem curso superior. Mas caso você queira, tudo bem você ir pelo caminho tradicional. Isso vai depender muito da sua escolha.
Comece a desenvolver novas habilidades. Talvez você não tenha todas as que são necessárias em sua nova carreira, mas aprender é totalmente possível. Não sabe falar em público? Não sabe vender? Não conhece muito sobre marketing? Tá tudo bem, você é capaz de aprender. O importante é não ficar estagnado.

Passo #8 – Peça demissão (O momento mais esperado)

Após decidir a nova carreira que você quer, de testá-la, de estudar e dedicar tempo a ela, se preparar financeiramente, é hora de arriscar-se.
Pode ser que você já tenha um emprego em vista e foi preciso apenas pedir demissão do seu atual emprego para assumir uma nova carreira em outra empresa (este seria o cenário ideal). Mas pode ser também que não seja tão simples conseguir um emprego em uma área que você não possui experiência comprovada. Talvez agora seja hora de você se submeter a cargos com salários e status “inferiores” ao que você estava acostumado. Isso faz parte do processo de recomeçar. Com o tempo você provará o seu valor e terá sua oportunidade de crescer.

Espero que estes passos possam te ajudar a trabalhar na profissão que te faz feliz. A levantar todos os dias motivado para o trabalho, a amar o início de semana e a não se importar em fazer horas extras ou a trabalhar nos feriados, simplesmente, porque você ama o que faz.

Se você passa por este dilema, comente seu caso aqui nos comentários. Ou se você já teve sucesso mudando de profissão, também compartilhe conosco, pois, sua história pode motivar a muitos.

Fiquem com Deus e até mais.

 

Obs: Caso você tenha vontade de trabalhar por conta própria, recomendo o ebook do Alex Vargas 10 Passos Únicos Para Negócio Online Ele tem dicas preciosas de como trabalhar em casa pela internet.

Wanessa Castro

 
Wanessa Castro
Formada em ciência da computação, mais de 10 anos de experiência no mundo corporativo. Empreendedora Digital, investidora de criptomoedas e muito curiosa.
Post criado 26

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo
E-BOOK GRÁTIS: 5 Passos Para Criar Seu Negócio Online Sem Ficar PerdidoBaixe Aqui